A voz e a vez da redação

relatos acerca da trajetória de formação do telejornalista brasileiro – Parte 6 – Vanessa Kalil

  • Valquíria Aparecida Passos Kneipp UFRN
Palavras-chave: Televisão, Vanessa Kalil, Telejornalismo

Resumo

a jornalista Vanessa Kalil começou no jornalismo em 1982 no primeiro e único telejornal para criança da televisão brasileira – Globimho, trabalhando na equipa de São Paulo, como editora e apresentadora ao lado de Carlos Henrique Correa. Também foi diretora do programa Escola Viva, e editora-chefe do programa Matéria Prima, ambos na TV Cultura. Foi editora-chefe do Jornal da Noite, Jornal Bandeirantes e Acontece, na Rede Bandeirantes. No SBT foi diretora de redação. Na tevê Globo foi editora e editora executiva do Bom Dia São Paulo, São Paulo Já e do SPTV. Também teve uma passagem pela Rede TV. Era filha do primeiro âncora da televisão brasileira Kalil Filho (Repórter Esso). No dia 14 de dezembro de 2006, ela concedeu entrevista, durante um intervalo de trabalho, nas dependências da TV Bandeirantes, em São Paulo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Valquíria Aparecida Passos Kneipp, UFRN

Doutora em Ciências da Comunicação pela ECA-USP e professora na Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Publicado
2019-07-14
Como Citar
Kneipp, V. (2019). A voz e a vez da redação. Revista Alterjor, 20(2), 05-10. Recuperado de http://www.journals.usp.br/alterjor/article/view/159939