Breves notas sobre o medo e o mundo como nave

Autores

  • Alberto Luiz de Andrade Neto Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9133.v29isuplp310-318

Palavras-chave:

Covid-19, medo, vulnerabilidade.

Resumo

No contexto da pandemia do Covid-19, os medos urgem e ressaltam ainda mais as desigualdades históricas e estruturais. Este ensaio trata dos medos e os coloca em uma direção relacional que aponta para as vulnerabilidades e precariedades que também constituem tais emoções. Diante disso argumento sobre como os modelos que valorizam um hiperindivíduo não contribuem para políticas de eficiência em tempos pandêmicos. Por fim, retomo as ontologias indígenas como um caminho de renovação frente ao modelo Ocidental que insiste em produzir indivíduos separados do mundo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alberto Luiz de Andrade Neto, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutorando em Antropologia Social pelo Programa de Antropologia Social da Universidade Federal de Santa Catarina (PPGAS/UFSC). Mestre em Antropologia Social pelo PPGAS/UFSC. Bacharel em Museologia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

 

 

Referências

ALBERT, Bruce. Sepultamento de Yanomami vítima da COVID-19. Amazônia Real. 15 de abril de 2020. Disponível em: https://amazoniareal.com.br/sepultamento-de-yanomami-vitima-da-covid-19/ Acesso em: 15 de abril de 2020.

BENITES, Sandra. 2020. Piração - Corpos que Falam: um lugar para as vozes de estudantes de pós-graduação em quarentena (on-line). Museu Nacional: Rio de Janeiro. Disponível em: https://corposquefalam.weeb

ly.com/escritas/piracao-sandra-benites-ppgasmnufrj Acesso em: 02 de setembro de 2020.

BUTLER, Judith. [2010]. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. 3. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.

BUTLER, Judith. 2018. Corpos em aliança e a política das ruas. São Paulo: Civilização Brasileira.

BUTLER, Judith. Judith Butler sobre a Covid-19: O capitalismo tem seus limites. Blog da Boitempo. 20 de março 2020. Disponível em: https://blogdaboitempo.com.br/

/03/20/judith-butler-sobre-o-covid-19-o-capitalismo-tem-seus-limites/ Acesso em: 21 de abril de 2020.

DANOWSKI, Déborah; VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. 2014. Há mundo por vir? Ensaio sobre os medos e os fins. Desterro: Cultura e Barbárie; ISA.

FLOOD, Richard, et. al. 2010. Um dia como outro qualquer. Rio de Janeiro: Cobogó; New York: New Museum of Contemporary Art.

KOPENAWA, Davi; ALBERT, Bruce. 2015. A queda do céu: palavras de um xamã yanomami. São Paulo: Companhia das Letras.

KRENAK, Ailton. 2018. A potência do sujeito coletivo – Parte I. Revista Periferias. Rio de Janeiro, n. 2, vol. 2. Disponível em: http://revistaperiferias.org/materia/a-potencia-do-sujeito-coletivo-parte-i/ Acesso em: 16 de abril de 2020.

KRENAK, Ailton. 2019. Ideias para adiar o fim do mundo. São Paulo: Companhia das Letras.

KRENAK, Ailton. 2020. Do tempo. Texto 39 da série #PandemiaCrítica. São Paulo: N-1 Edições. Disponível em: https://n-1edicoes.org/038 Acesso em: 28 de abril de 2020.

LAGNADO, Lisette (org). 2017. O nome do medo. Rio de Janeiro: Museu de Arte do Rio; Instituto Odeon. Disponível em: https://museudeartedorio.org.br/wp-content/uploads/2019/09/onomedomedo.pdf Acesso em: 14 de maio de 2020.

LAGROU, Els. 2020. Nisun: A vingança do povo morcego e o que ele pode nos ensinar sobre o novo coronavírus. Blog da Biblioteca Virtual do Pensamento Social. 13 de abril de 2020. Disponível em: https://blogbvps.wordpress.com/2020/04/13/nisun-a-vinganca-do-povo-morcego-e-o-que-ele-pode-nos-ensinar-sobre-o-novo-corona-virus-por-els-lagrou/ Acesso em: 15 de abril de 2020.

LATOUR, Bruno. La crise sanitaire incite à se préparer à la mutation climatique. Le Monde. 25 de março de 2020. Disponível em: https://www.lemonde.fr/idees/article/2020/03/25/la-crise-sanitaire-incite-a-se-preparer-a-la-mutation-climatique_6034312_3232.html Acesso em: 15 de abril de 2020.

MBEMBE, Achille. 2018. Necropolítica: biopoder, soberania, estado de exceção, política da morte. Traduzido por Renata Santini. São Paulo: N-1 Edições.

NEUENSCHWANDER, Rivane; LAGNADO, Lisette. 2017. Em diálogo. In: LAGNADO, Lisette (org). 2017. O nome do medo. Rio de Janeiro: Museu de Arte do Rio; Instituto Odeon. Disponível em: https://museudeartedorio.org.br/wp-con

tent/uploads/2019/09/onomedomedo.pdf Acesso em: 01 de setembro de 2020.

PANKARÁ, Chirley. 2020. Covid-19 e o impacto nas populações indígenas. Povos indígenas frente à covid-19. Universidade de São Paulo: São Paulo. Disponível em: https://amerindios.wixsite.com/acao/artivos-e-textos Acesso em: 02 de setembro de 2020.

PEDROSA, Adriano. 2014. Rivane Neuenschwander: mal-entendidos. São Paulo: Museu de Arte Moderna de São Paulo. Disponível em: https://mam.org.br/wp-content/uploads2017/10/rivane-neuenschwander-mal-entendidos.pdf Acesso em: 14 de maio de 2020.

PRECIADO, Paul B. Aprendiendo del virus. El País. 28 de março de 2020. Disponível em: https://elpais.com/elpais/2020/03/27/opinion/1585316952_026489.amp.html Acesso em: 15 de abril de 2020.

SAFATLE, Vladimir. O circuito dos afetos: Corpos políticos, desamparo e o fim do indivíduo. 1. ed. São Paulo: Cosac & Naify.

STRATHERN, Marilyn. 1990 [2014]. O conceito de sociedade está teoricamente obsoleto? In: STRATHERN, Marilyn. 2014. O efeito etnográfico e outros ensaios. Tradução de Iracema Dulley, Jamille Pinheiro e Luísa Valentini. São Paulo: Cosac & Naify.

TELES, Lelê. Coronavírus, uma abordagem antropológica. Revisa Piauí. 18 de março de 2020. Disponível em: https://www.geledes.org.br/coronavirus-uma-abordagem-antropologica?fbclid=IwAR0Vh6YuhbWZc4gG5ShJ41zY1erFNZhhmDqPmKTgJtQ4x-UiGfPUSjuChV8 Acesso em: 02 de abril de 2020.

Downloads

Publicado

2020-09-17

Como Citar

Andrade Neto, A. L. de. (2020). Breves notas sobre o medo e o mundo como nave. Cadernos De Campo (São Paulo 1991), 29(supl), 310-318. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9133.v29isuplp310-318

Edição

Seção

Artigos e Ensaios