A oleada venezuelana

acolhimento de migrantes e pandemia em Manaus

Palavras-chave: Migração venezuelana, Acolhimento, Pandemia, Manaus

Resumo

O artigo aborda os desafios colocados ao serviço de acolhimento de migrantes venezuelanos/as na cidade de Manaus, capital do Amazonas, no contexto da pandemia de Covid-19. Descrevemos brevemente sobre a presença desses migrantes na cidade, focando em uma ocupação que ganhou corpo no entorno da rodoviária. Trazemos também a resposta governamental, por meio de intervenção militar, que resulta no reordenamento do espaço. O intuito é problematizar os limites da resposta estatal e a acentuação das vulnerabilidades destes migrantes com a chegada do novo coronavírus (SARS-CoV-2), uma vez que o projeto executado não visava o afastamento social nem contemplava as condições de higiene pessoal preconizadas pelas autoridades sanitárias para a prevenção da doença. Os dados apresentados procedem de pesquisa de campo intermitente realizada desde agosto/2017 a maio/2020. Ao final, comentamos resumidamente como as condições de pesquisa, tal qual a vida dos/as interlocutores/as, foram impactadas pelas medidas de prevenção à pandemia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Iana dos Santos Vasconcelos, Universidade Federal de São Carlos

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Mestre em Antropologia Social - UFPE/UFRR (2013), graduada em ciências Sociais com habilitação em antropologia pelo Departamento de Ciências Sociais da Universidade Federal de Roraima- UFRR (2007). Atualmente pesquisadora do Laboratório de Estudos Migratórios (LEM/UFSCar), Grupo de Estudos Interdisciplinar Sobre Fronteiras (GEIFRON/UFRR) e Grupo de Estudos Migratórios na Amazônia (GEMA/UFAM). Bolsista FAPESP proc. nº 2016/ 14055-0.

Sandro Martins Almeida Santos, Universidade Federal do Amazonas

Professor do Departamento de Antropologia e do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Doutor em Antropologia Social pela Universidade de Brasília (2013) e Pós-Doutorado em Sociedade e Fronteiras na Universidade Federal de Roraima (2015-2017). Foi pesquisador vinculado ao Observatório das Migrações Internacionais – OBMigra (2014). Atualmente é coordenador do projeto de pesquisa “Parentesco e mobilidade venezuelana no norte do Brasil”, financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM), e vice-líder do Grupo de Estudos Migratórios na Amazônia (GEMA). Dedica-se ao estudo dos fluxos transnacionais de pessoas, conhecimentos e afetos.

Referências

AMAZONAS, Governo do Estado. 2019. Operação Acolhida inicia atendimentos a refugiados venezuelanos em nova estrutura. Publicado em 30/08/2019. http://www.amazonas.am.gov.br/2019/08/operacao-acolhida-inicia-atendimentos-a-refugiados-venezuelanos-em-nova-estrutura/ (acessado em 30/05/2020).

BARROS, Gen. Antônio Manoel de. 2020. Mensagem da Op. Acolhida para seus integrantes – 18ABR20. [Vídeo on-line]. Disponível em https://youtu.be/PWra1a1iwn4 (acessado em 30/05/2020)

BEDFORD, Juliet et al. (2020). COVID-19: towards controlling of a pandemic. The Lancet, 395, pp. 1015-1018. DOI: https://doi.org/10.1016/S0140-6736(20)30673-5

CARRÉ, Jacques. 2011. Asilo dos pobres: Entre caridade e reclusão. In Montandon, Alain (org.). O livro da hospitalidade: acolhida do estrangeiro na história e nas culturas. São Paulo: Editora Senac, pp. 575-582.

FASSIN, Didier. 2005. Le sens de la santé. Anthropologie des politiques de la vie. In Saillant, F. e Genest, S. (orgs.). Anthropologie médicale. Ancrages locaux, défis globaux. Paris: Anthropos, pp. 383-399.

FAUSTO, Carlos e COSTA, Luiz. 2013. Feeding (and Eating): Reflections on Strathern’s ‘Eating (and Feeding)’. Cambridge Anthropology, v. 31, n. 1, pp. 156-162. DOI: https://doi.org/10.3167/ca.2013.310112

FVS – Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas. 2020. Casos confirmados de Covid-19 no Amazonas chegam a 33.508. Publicado em 27/05/2020. http://www.fvs.am.gov.br/noticias_view/3936 (acessado em 30/05/2020).

GOOGLE. 2020. COVID-19 Community Mobility Report. Publicado em 25/05/2020. https://www.gstatic.com/covid19/mobility/2020-05-25_BR_Mobility_Report_en.pdf (acessado em 30/05/2020).

MPT – Ministério Público do Trabalho. 2020. Coronavirus: MPT reverte multa para compra de 15 mil refeições para imigrantes venezuelanos alojados na Rodoviária de Manaus. Publicado em 30/04/2020. Disponível em http://www.prt11.mpt.mp.br/procuradorias/prt-manaus/1598-coronavirus-mpt-reverte-multa-para-compra-de-15-mil-refeicoes-para-imigrantes-venezuelanos-alojados-na-rodoviaria-de-manaus (acesso em 30/05/2020).

OPERAÇÃO ACOLHIDA. 2020. Plano Emergencial de Contingenciamento para Covid-19. Atualizado em 09/05/2020. Boa Vista: Exército Brasileiro.

Publicado
2020-07-31
Como Citar
Vasconcelos, I., & Santos, S. (2020). A oleada venezuelana. Cadernos De Campo (São Paulo 1991), 29(supl), 94-104. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9133.v29isuplp94-104
Seção
Artigos e Ensaios