Análisis de la “tutela” estatal en la producción de tabaco Burley (Misiones, Argentina), significados y disputas

  • María Caroina Diez Universidad Nacional Autonoma de México
Palavras-chave: Tutela, Estado, Políticas públicas, Productores familiares, Agroindústria de tabado

Resumo

Neste artigo analiso a “tutela” do Estado, que por meio de certas políticas públicas e estrutura administrativa regula o cultivo do tabaco Burley na Provincia Argentina de Misiones. O Estado é um dos atores principais da intervenção – direta ou indiretamente – nas condições de reprodução da atividade de tabaco e principalmente dos chamados produtores familiares. Por meio da implantação de mecanismos legais, o Estado – a partir da Lei Nacional de Tabaco (1967) – articulou processos locais e globais, facilitou o processo de especialização regional desse cultivo e constituiu um campo no qual se constroem e disputam temas políticos e econômicos. A proposta analítica sustenta-se na revisão do material empírico de meu trabalho de campo, realizado por meio de entrevistas com os produtores e de fontes secundárias (artigos jornalísticos, legislações e estatísticas o.ciais) sob a perspectiva da antropologia política que analisa as instituições do Estado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

María Caroina Diez, Universidad Nacional Autonoma de México
Mestranda em Antropologia Social / UNaM
Publicado
2010-03-30
Como Citar
Diez, M. (2010). Análisis de la “tutela” estatal en la producción de tabaco Burley (Misiones, Argentina), significados y disputas. Cadernos De Campo (São Paulo 1991), 19(19), 151-164. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9133.v19i19p151-164
Seção
Artigos e Ensaios