O Capital da Esperança: a experiência dos trabalhadores na construção de Brasília

  • Juliana Mesomo Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Resumo

RIBEIRO, Gustavo Lins. O Capital da Esperança: a experiência dos trabalhadores na construção de Brasília. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 2008. 276p.

Em 2010, Brasília completa 50 anos de
existência, de acordo com o calendário oficial,
que data como sua inauguração o dia 21 de
abril de 1960. Ainda hoje, as imagens evocadas
para contar a história da capital são os grandes
estandartes relacionados ao desenvolvimento,
ao lado das bandeiras de integração nacional,
democratização e modernização do Brasil. As
personalidades primeiramente lembradas são
os “grandes homens”, que encarnam, até hoje,
o sentimento de vanguarda e pioneirismo que
deram sentido à obra: o presidente Juscelino
Kubitschek, o urbanista Lúcio Costa, o arqui-
teto Oscar Niemeyer. As características mais
emblemáticas na descrição da cidade são a
grandeza das suas construções, a arquitetura
modernista, o feito de uma grande Capital ter
sido erguida em meio ao árido cerrado, no cen-
tro do território nacional. No entanto, Brasília
possui uma história prévia a sua inauguração,
que conta sobre um país excluído dessas proje-
ções ufanistas: o país das desigualdades regio-
nais, do Estado repressor, da hierarquia social,
da superexploração do trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliana Mesomo, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Graduanda em Pedagogia / UFRGS
Publicado
2010-03-30
Como Citar
Mesomo, J. (2010). O Capital da Esperança: a experiência dos trabalhadores na construção de Brasília. Cadernos De Campo (São Paulo 1991), 19(19), 359-363. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9133.v19i19p359-363
Seção
Resenhas