Elipses temporais e o inesperado na pesquisa etnográfica sobre crise e medo na cidade de porto alegre

  • Ana Luiza Carvalho da Rocha
  • Cornelia Eckert Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Palavras-chave: Cultura do medo, ruína, imagens, Cidade

Resumo

Este artigo analisa o processo de construção etnográfica de uma pesquisa em torno das feições da crise e do medo em Porto Alegre - RS. Ela foi desenvolvida no âmbito do Projeto Integrado de Pesquisa/CNPq - “Estudo antropológico de itinerários urbanos, formas de sociabilidade e memória coletiva no mundo contemporâneo” (PPGAS/UFRGS). Discorre-se, em particular, sobre o processo de trabalho de campo e as redes de intrigas que nos estimularam a reflexões a respeito da cultura do terror nas modernas sociedades complexas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cornelia Eckert, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social/ UFRGS.
Publicado
2000-03-30
Como Citar
Rocha, A. L., & Eckert, C. (2000). Elipses temporais e o inesperado na pesquisa etnográfica sobre crise e medo na cidade de porto alegre. Cadernos De Campo (São Paulo 1991), 9(9), 27-41. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9133.v9i9p27-41
Seção
Artigos e Ensaios