A natureza da fartura

  • Flávia Maria Galizoni Universidade Estadual de Campinas
Palavras-chave: Terras comuns, ambiente, família

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar os usos que famílias e comunidades rurais construíram sobre o ambiente e suas relações com as formas de apropriação da terra. A pesquisa foi realizada no alto Jequitinhonha, nordeste de Minas Gerais, região caracterizada por recursos ambientais escassos, terreno familiar fragmentado e migração sazonal. Investiga a Combinação existente entre apropriação comunitária, apropriação individual da terra e partilha do ambiente; ao mesmo tempo, discute o dinamismo e a flexibilidade da família nos processos de acesso à terra.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Flávia Maria Galizoni, Universidade Estadual de Campinas
Mestre em Antropologia Social pela USP e Doutoranda em Ciências Sociais pela UnícampRua Elbert Vilela, n" 1731. Bairro Centenário. Lavras, MG, CEP 37200000. e-maíl: fgalizoni@bol.com.br
Publicado
2000-03-30
Como Citar
Galizoni, F. M. (2000). A natureza da fartura. Cadernos De Campo (São Paulo 1991), 9(9), 43-56. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9133.v9i9p43-56
Seção
Artigos e Ensaios