Militância na cabeça, direitos humanos no coração e os pés no sistema: o lugar social do advogado popular

  • Laura D. Von Mandach Universidade de Zurique
Palavras-chave: Sociologia do direito, advogado popular, direitos humanos, sem-terra, conflitos fundiários.

Resumo

O presente artigo pretende descrever a atuação do Estado nos conflitos fundiários atra» vés de um ator social específico: o advogado popular. A democratização do movimento dos direitos humanos no Brasil não só diferenciou as vítimas em distintos grupos sociais marginalizados, como também profissionalizou seus militantes. Um de~ les, o advogado popular, defende pequenos produtores envolvidos em conflitos fundiários. Paralela à profissionalização da militância, verificou-se a significativa judiciarização dos conflitos fundiários. A análise dos conflitos no âmbito do Estado considera importante identificar a lógica de cada palco judiciário e, conseqüentemente, a atuação dos atores estatais envolvidos, aqui descrita através da percepção do advogado popular. A autora conclui que embora a profissionalização e a acu~ mulação da experiência coletiva dos advogados tenha resultado em um distanciamento de sua clientela, sua participação no Judiciário fez avançar a reforma agrária.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Laura D. Von Mandach, Universidade de Zurique
Doutora em Sociología pela Universidade de Zurique.
Publicado
2000-03-30
Como Citar
Von Mandach, L. (2000). Militância na cabeça, direitos humanos no coração e os pés no sistema: o lugar social do advogado popular. Cadernos De Campo (São Paulo 1991), 9(9), 73-85. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9133.v9i9p73-85
Seção
Artigos e Ensaios