A "sagesse" de Montaigne de duas perspectivas

do "otium" ao "negotium"

  • Sergio Xavier Gomes De Araujo Universidade Federal de São Paulo
Palavras-chave: Montaigne, Cícero, Sêneca, Prudentia, Estoicismo

Resumo

O artigo examina a maneira particular como Montaigne se posiciona em defesa do otium no âmbito do debate clássico vivificado pelos humanistas da Renascença sobre otium e negotium, ou entre vida contemplativa e vida ativa, através da leitura de dois capítulos, que, embora distanciados no tempo, mantêm relações vivas e instigantes entre si: De la Solitude, do primeiro livro dos Essais e De ménager sa volonté, do terceiro. Na articulação entre os dois textos pretende-se mostrar como o ethos próprio à vida retirada que Montaigne constitui para si via apropriação das lições de Sêneca termina por superar a dicotomia tradicional servindo à afirmação de uma outra noção de prudentia e de “bem agir” na vida pública que tem seu nexo fundamental não na ambição de glória mas na posse de si ou na adequação interior à própria natureza. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

CÍCERO. Dos Deveres. São Paulo: Martins Fontes, 1996.

CÍCERO. On Duties. Loeb Classical library, Harvard University, 2005.

MONTAIGNE, M. Les Essais. Édition de Pierre Villey avec appendices, sources, index. Paris: Quadrige; Presses Universitaires de France, 1988.

MONTAIGNE, M. Os Ensaios, 3 vols. Trad. Rosemary Costhek Abílio. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

SÊNECA. The Epistles of Seneca. Loeb Classical library, Harvard University, 1989.

SÊNECA. Cartas a Lucílio. Lisboa, Calouste Gulbekian, 1991.

SÊNECA. De Providentia. In: Les Stoiciens II. Textes Traduits par E. Bréhier. Paris, Gallimard, 1962.

COCULLA, ANNE-MARIE. “L’Engagement de Montaigne durant une décennie de périls majeurs pour Le Royaume.” In: Des Signes au Sens: lectures du livre III des Essais. Actes réunis et éditées par Françoise Argod-Dutard. Paris, Honoré Champion, 2003.

FRIEDRICH, Hugo. Montaigne. Paris: Gallimard, 1968.

NAKAM, Geralde. Les Essais de Montaigne: miroir et proces de leur temps. Paris: Librarie A. G. Nizet, 1984.

SKINNER, Quentin. As Fundações do Pensamento Político Moderno. São Paulo, Companhia das Letras, 1996.

STAROBINSKI, Jean. Montaigne em Movimento. São Paulo, Martins Fontes, 1996.

VALENTE, Pe Milton. A Ética Estoica em Cícero. Caxias do Sul: Editora da Universidade de Caxias do Sul, 1984.

VILLEY, Pierre. Les Essais de Montaigne. Paris: Librarie Nizet, S/D.

Publicado
2019-06-25
Como Citar
Araujo, S. (2019). A "sagesse" de Montaigne de duas perspectivas. Cadernos De Ética E Filosofia Política, 1(34), 88-100. https://doi.org/10.11606/issn.1517-0128.v1i34p88-100
Seção
Artigos