Rasgos na língua ou enunciação e escritura

  • Carolina Molinar Bellocchio Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Escritura, Enunciação, Roland Barthes, Moral da forma, Rasgo, Espaço-volume.

Resumo

 Este trabalho tem por objetivo refletir a respeito da inaugural proposição barthesiana de como a escritura se funda no rasgo que o sujeito impõe à língua, presente n'O grau zero da escrita, e que parece ser amplificada nos textos posteriores à metade dos anos 60 como uma forma do sujeito linguístico se inscrever no mundo. Considera-se que o texto entendido como produção tenha se acentuado a partir do final dos anos 60 coincidindo com essa ideia de manipulação do texto pelo escritor as pesquisas de Benveniste. Assim, acredita-se que as noções a respeito da enunciação tenham tido para ele interesse especial. Nesse sentido é que este trabalho pretende explorar como a noção de enunciação para Barthes aporta um grande operador para arejar a sua ideia de Texto que, a partir do final dos anos 60 e início dos 70, é sintomaticamente marcada por manobras enunciativas que exploram a forma. Assim, pretende-se refletir como a assunção do lugar da enunciação amplifica a discussão da "moral da forma" a partir da ideia de inscrição do sujeito na língua, pela disseminação que esse produz e na efetivação de uma responsabilidade da forma por esse mesmo deslocamento. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carolina Molinar Bellocchio, Universidade de São Paulo
Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Estudos Linguísticos, Literários e Tradutológicos do Francês da Universidade de São Paulo (USP).

Referências

BARTHES, Roland. O grau zero da escrita seguido de novos ensaios críticos. Tradução Mário Laranjeira, 2ª.ed.,São Paulo: Editora Martins Fontes, 2004.

BARTHES, R. O rumor da língua. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2012.

BARTHES, R. Oeuvres complètes, Tome III. Nouvelle édition revue, corrigée et présentée par Éric Marty. Paris: Éditions du Seuil, 2002.

BARTHES, R. Sarrasine de Balzac: Séminaire à l'Ecole pratique des hautes études 1967-1968, 1968-1969. Paris: Seuil, 2011.

BENVENISTE, Émile. Problemas de Linguística Geral I. Tradução Maria da Glória Novak e Maria Luisa Neri. 5º.Edição. Campinas, SP: Pontes Editores, 2005.

BENVENISTE, E. Problemas de Linguística Geral II. Tradução Eduardo Guimarães. 2º. Edição. Campinas, SP: Pontes Editores, 2006.

Publicado
2015-12-30
Como Citar
Bellocchio, C. (2015). Rasgos na língua ou enunciação e escritura. Revista Criação & Crítica, (spe), 12-17. https://doi.org/10.11606/issn.1984-1124.v0ispep12-17