LUANDINO VIEIRA: O MINEIRO ANGOLANO DA MEMÓRIA

  • Adriana Mello Guimarães Universidade de Évora
Palavras-chave: literatura angolana, Luandino Vieira, tempo, memória, infância

Resumo

PRETENDEMOS NESTE TEXTO DEMONSTRAR QUE NAS “ESTÓRIAS” DE LUANDINO VIEIRA, FICCIONISTA ANGOLANO, O SENTIDO DO TEMPO É VIVIDO EM FUNÇÃO DE SUAS CONTRADIÇÕES INTERNAS PERMANENTES, QUE SÃO RETRATADAS PELA EXPERIÊNCIA DE VIDA DO AUTOR, DESCORTINADA PELA MEMÓRIA, CONFORME EXPRESSA OS CONTOS A CIDADE E A INFÂNCIA E LUUANDA, E O ROMANCE JOÃO VÊNCIO: OS SEUS AMORES.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adriana Mello Guimarães, Universidade de Évora
Mestranda em Estudos Lusófonos da Universidade de Évora, Portugal. Pesquisa: A obra jornalística de Eça de Queirós.
Publicado
2008-05-01
Como Citar
Guimarães, A. (2008). LUANDINO VIEIRA: O MINEIRO ANGOLANO DA MEMÓRIA. Revista Crioula, (3). https://doi.org/10.11606/issn.1981-7169.crioula.2008.54006