A formação da voz poética em Sinais de Fogo de Jorge de Sena

  • Jorge Vaz de Carvalho Universidade Católica Portuguesa - Lisboa
Palavras-chave: Jorge de Sena, Sinais de Fogo, Voz poética, Composição poética

Resumo

Sinais de Fogo narra o modo como Jorge, nascido com índole de poeta, teve de aguardar que a sua natureza o manifestasse a devido tempo, teve depois de assumir, até contra a própria vontade e estranheza inicial, essa sua condição e, por fim, teve de corresponder à necessidade interior, realizando essa vontade na resolução de escrever. Na construção dos quatro poemas por que passa na narrativa, completa-se um ciclo de quatro, símbolo da conclusão do próprio ciclo existencial de que imanam, cumprido o rito de passagem à maturidade, de uma idade em que fora mero espectador da vida para outra nova, em que se tornou o protagonista (do romance e da sua existência).

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jorge Vaz de Carvalho, Universidade Católica Portuguesa - Lisboa

Professor da Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Católica Portuguesa - Lisboa

Publicado
2019-12-31
Como Citar
Carvalho, J. (2019). A formação da voz poética em Sinais de Fogo de Jorge de Sena. Revista Desassossego, 11(21), 4-9. https://doi.org/10.11606/issn.2175-3180.v11i21p4-9