Evasão na pós-graduação a distância: evidências de um estudo no interior do Brasil

  • Pedro Rodrigues de Oliveira Universidade Federal da Grande Dourados
  • Silvia Aparecida Oesterreich Universidade Federal da Grande Dourados
  • Vera Luci de Almeida Universidade Federal da Grande Dourados
Palavras-chave: Taxa de evasão, Educação a distância, PNAP

Resumo

O rápido desenvolvimento e disseminação das tecnologias de informação nas últimas décadas permitiu uma grande expansão na oferta de cursos de graduação e pós- -graduação na modalidade a distância. Contudo, essa disseminação foi acompanhada por elevadas taxas de evasão, consistentemente reportadas em diferentes cursos e em diferentes países. Essa também é a realidade da educação a distância no Brasil: uma grande expansão, inclusive com a criação da Universidade Aberta do Brasil, porém com elevadas taxas de insucesso. Este estudo avaliou a evasão e suas causas em um curso de pós-graduação lato sensu do Programa Nacional de Formação em Administração Pública (PNAP), que visa formar gestores públicos no interior do Brasil. A elevada taxa de insucesso nesses cursos causa um entrave para que se atinjam os objetivos do programa, pois impede a formação de mão de obra justamente onde ela é mais necessária. Este artigo investiga os principais fatores que levam a esse fenômeno, por meio de análise documental e coleta de dados de alunos da Universidade Federal da Grande Dourados, no estado do Mato Grosso do Sul, via survey. Após a coleta, feita por meio da aplicação de questionários e entrevistas, procedeu-se a uma análise estatística dos dados que revelou um perfil de aluno da pós-graduação condizente com o reportado na literatura e propício à evasão. Verifica-se que, dado esse perfil de aluno, são necessárias algumas estratégias administrativas para que a evasão não seja tão elevada. As estratégias notoriamente não são suficientes para trazer a taxa de evasão a níveis aceitáveis, por outro lado, não desenvolvê-las garante sua não diminuição.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-01-01
Como Citar
Oliveira, P., Oesterreich, S., & Almeida, V. (2018). Evasão na pós-graduação a distância: evidências de um estudo no interior do Brasil. Educação E Pesquisa, 44, e165786. https://doi.org/10.1590/s1678-4634201708165786
Seção
Seção Temática: Educação Superior