Representações de alunos sobre a integração curricular das TIC no ensino básico

  • Elisabete Cruz Universidade de Lisboa; Instituto de Educação
Palavras-chave: TIC, Ensino integrado, Competências transversais, Alunos, Representações

Resumo

Este artigo apresenta um recorte de uma investigação mais ampla, realizada no contexto de uma tese de doutoramento, cujo propósito é interrogar as potencialidades e os limites da implementação das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) como área de formação transdisciplinar. Trata-se de um estudo desenvolvido a partir de um enfoque qualitativo, compatível com a abordagem fenomenológica, que procurou captar o significado que um grupo de alunos do ensino básico atribuiu a uma experiência de ensino integrado, baseada no envolvimento de professores de diversas disciplinas escolares. Para tanto, analisou-se o conteúdo de entrevistas realizadas com alunos, nas quais figuram as suas representações sobre a experiência vivenciada e as suas ideias no âmbito da temática em causa, incluindo um conjunto de sugestões de melhoria para situações futuras. Conclui-se que, apesar da importância atribuída às TIC enquanto área de formação transdisciplinar, o modelo curricular de matriz disciplinar constitui um paradigma difícil de ser quebrado, inclusive por alunos, que não descartaram a possibilidade de se manter um espaço e um tempo específicos para a aprendizagem sobre tecnologias.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-01-01
Como Citar
Cruz, E. (2018). Representações de alunos sobre a integração curricular das TIC no ensino básico. Educação E Pesquisa, 44, e157951. https://doi.org/10.1590/s1678-4634201707157951
Seção
Artigos