Representações sociais sobre a permanência na docência: o que dizem docentes do ensino fundamental?

  • Ivany Pinto Nascimento Universidade Federal do Pará
  • Sônia Eli Cabral Rodrigues Universidade Federal do Pará
Palavras-chave: Representações sociais de professores, Permanecer, Docência

Resumo

Este estudo objetivou analisar as representações sociais de professores do ensino fundamental de escolas públicas sobre a sua permanência na docência na perspectiva das objetivações e ancoragens que organizam essas representações. A metodologia seguida consistiu na pesquisa de caráter descritivo e analítico com referência na Teoria das Representações Sociais. A amostra envolveu 25 professores dos sexos feminino e masculino que trabalham no ensino fundamental. O instrumento utilizado para a coleta de informações seguiu a técnica Q que consistiu na ordenação de setenta itens pré-elaborados sobre a temática em estudo para serem organizados por ordem de importância de acordo com cada informante. A análise das informações dos professores após registro seguiu os procedimentos da referida técnica, baseado no desvio padrão. Os resultados deste estudo destacam que as representações sociais de professores sobre a permanência na docência se organizam da seguinte forma: os docentes do grupo 1 selecionaram frases com sentidos desmotivadores para a permanência na profissão docente. Enquanto que os motivos que os docentes do grupo 2 elegem frases que expressam elementos motivadores para a permanência na docência. Conclui-se que existem polaridades entre as objetivações e as ancoragens nas representações sociais desses professores. As imagens tecidas sobre a profissão de professor editam uma profissão prazerosa, enquanto que os sentidos atribuídos são desprazerosos e desmotivadores para a permanência na profissão.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-01-01
Como Citar
Nascimento, I., & Rodrigues, S. (2018). Representações sociais sobre a permanência na docência: o que dizem docentes do ensino fundamental?. Educação E Pesquisa, 44, e166148. https://doi.org/10.1590/s1678-4634201711166148
Seção
Artigos