Diagnóstico de competências individuais de tutores que atuam na modalidade a distância

  • João Paulo Fonseca Borges Universidade de Brasília
  • Francisco Antonio Coelho Junior Universidade de Brasília
  • Cristiane Faiad Universidade de Brasília
  • Natália Ferreira da Rocha Universidade de Brasília

Resumo

Neste trabalho, considera-se que a educação a distância (EaD) tem representado papel imprescindível à aquisição de competências por parte de aprendizes nos cenários nacional e internacional. O papel dos tutores é estratégico à sua efetividade, especialmente no que tange a competências técnicas, relativas ao uso do ambiente virtual de aprendizagem (AVA), e comportamentais, estimulando o aprendiz a se comprometer e a não evadir. O presente trabalho teve como objetivo geral diagnosticar, empiricamente, competências individuais (técnicas e comportamentais) necessárias ao desempenho efetivo da função de tutor no ensino a distância no âmbito da Universidade Aberta do Brasil (UAB). Por meio de dois estudos, foi realizada triangulação de dados, que envolveu fase qualitativa, composta por análise documental, entrevistas e grupos de foco (Estudo 1), e fase quantitativa, com aplicação de questionário fechado (Estudo 2). O tratamento dos dados qualitativos foi feito por análise de conteúdo, e dos dados quantitativos, por meio de análise estatística. A amostra (N=200) foi predominantemente feminina, atuando há pelo menos dois anos com tutoria. Os resultados apontaram baixas lacunas de competência, o que indica que as atividades de captação, treinamento e desenvolvimento de competências provavelmente têm sido realizadas de forma condizente com as necessidades das atribuições dos tutores. Sugere-se, para pesquisas futuras, a investigação com maior número de participantes, de modo a permitir análises estatísticas mais complexas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2014-12-01
Como Citar
Borges, J., Coelho Junior, F., Faiad, C., & Rocha, N. (2014). Diagnóstico de competências individuais de tutores que atuam na modalidade a distância. Educação E Pesquisa, 40(4), 935-951. https://doi.org/10.1590/s1517-97022014121642
Seção
Artigos