Foco e Escopo

O objetivo dos Cadernos Espinosanos é publicar semestralmente trabalhos sobre filósofos seiscentistas, assim como leituras contemporâneas a respeito do pensamento destes, constituindo um canal de expressão dos estudantes e pesquisadores do Departamento de Filosofia da USP e de outras instituições brasileiras e estrangeiras.

Serão aceitos artigos e ensaios originais, traduções e resenhas que possam contribuir com o acervo sobre a filosofia moderna.

 

The aim of this journal is to published every semester works on seventeenth-century philosophers, as well as contemporary readings about the thought of these, constituting a channel of expression of students and researchers from the Department of Philosophy at USP and other Brazilian and foreign institutions.

Articles and original essays, translations and reviews that may contribute to the early modern philosophy research will be accepted.

Processo de Avaliação pelos Pares

Cada artigo receberá dois pareceres cegos, que podem: (a) indicar a publicação; (b) indicar a publicação, desde que sejam feitas revisões; ou (c) negar a publicação.

A publicação de resenhas e traduções será avaliada pelo nosso corpo editorial.

 

Each article will receive two blind refereeing, which can: (a) indicate the publication; (b) indicate the publication, since revisions are made; or (c) refuse to publish.

The publication of reviews and translations will be evaluated by our editorial board.

Periodicidade

Semestral - Julho e Dezembro

Semestral - July and December

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

This journal provides immediate open access to its content on the principle that making scientific knowledge available to the public without costs supports a greater global democratization of knowledge.

Conselho científico

Atilano Domínguez (Univ. de Castilla-La Mancha), Diego Tatián (Univ. de Córdoba), Diogo PiresAurélio (Univ. Nova de Lisboa), Franklin Leopoldo e Silva (USP), Jacqueline Lagrée (Univ. de Rennes), Maria das Graças de Souza (USP), Olgária Chain Féres Matos (UNIFESP), Paolo Cristofolini (Scuola Normale Superiore de Pisa), Pierre-François Moreau (École Normale Supérieure de Lyon). Chantal  Jaquet (Université Paris 1 Panthéon-Sorbonne), Vittorio Morfino (Universitá degli studi di Milano - Bicocca), Sebastian Torres (Universidad Nacional de Cordoba- UNC), Homero Santiago (USP),Luís César Oliva (USP).

Pareceristas

 André Menezes Rocha, Cíntia Vieira da Silva, David Calderoni, Douglas Ferreira Barros, Edmilson Menezes, Eduardo de Carvalho Martins, Eduino José de Macedo Orione, Fabio Cristiano de Moraes, Fernando Antunes, Fernando Dias Andrade, Herivelto Pereira de Souza, Isadora Bernardo Prévide, Luciana Zaterka, Marcos Ferreira de Paula, Mônica Loyola Stival, Patrícia Aranovich, Roberto Bolzani Filho, Rodrigo Hayasi Pinto, Sérgio Xavier Gomes de Araújo.

Fontes de Indexação

Portal de periódicos CAPES/MEC

Latindex

PhilPapers

LivRe!

ERIH PLUS- European Reference Index for the Humanities and the Social Sciences

The Philosopher's Index

Histórico do periódico

O Grupo de Estudos Espinosanos do Departamento de Filosofia da Universidade de São Paulo, nasceu em 1995. Ao longo deste período, diversas atividades foram desenvolvidas e procurou-se fazer o registro delas para, como diz Espinosa, tentar contornar as forças do “tempo voraz que tudo abole da memória dos homens”. Os Cadernos Espinosanos se inspiram nesse propósito.

Desde o número X, dedicado ao Professor Lívio Teixeira, os Cadernos estão dedicados também a Estudos sobre o século XVII, seu subtítulo. O que, na verdade, expressa algo que já acontecia na prática, pois textos acerca de vários outros filósofos do período sempre estiveram presentes a cada edição.

O objetivo destes Cadernos continua sendo publicar semestralmente trabalhos sobre filósofos seiscentistas, constituindo um canal de expressão dos estudantes e pesquisadores deste e de outros departamentos de Filosofia do país.

Porque destinados a auxiliar bibliograficamente aos que estudam o Seiscentos, tanto para os trabalhos de aproveitamento de cursos, quanto para a elaboração de outros projetos de pesquisa, estes Cadernos também publicarão, regularmente, ensaios de autores brasileiros e traduções de textos estrangeiros, contribuindo com o acervo sobre o assunto.

Esperamos que esta iniciativa estimule os estudos sobre os filósofos daquele período a que esta publicação é inteiramente dedicada e permita criar ou ampliar a comunicação entre os que estão envolvidos com a pesquisa desses temas, incentivando, inclusive, outros departamentos de Filosofia a colaborar conosco no desenvolvimento deste trabalho.

Franklin Leopoldo e Silva

 

The Spinoza Study Group of the Department of Philosophy at the University of São Paulo was established in 1995. Since this time, various activities have been developed and an endeavor was made to register them in order to try to bypass, as Spinoza says, the forces of "voracious time that abolishes everything of the memory of men." Cadernos Espinosanos were inspired by this purpose. 

Since the number X, dedicated to Professor Lívio Teixeira, this journal is also dedicated to studies of the seventeenth century — its subtitle. What actually expresses something that was already the case, for texts about several other philosophers of the period were always present at each edition.

The purpose of this journal remains to publish each semester papers on seventeenth-century philosophers, constituting a channel of expression of students and researchers from this and other departments in the country.

Because it is designed to assist bibliographically those that study early modern Philosophy, both for undergraduate papers and for the elaboration of other research projects, this journal will also regularly publish essays from Brazilian  and foreigners authors and translations of foreign texts, contributing to the knowledge about this subject.

We hope that this initiative will stimulate studies of philosophers from this period to which this publication is entirely devoted and will help to create or extend the communication between those that are involved in the research of these issues, encouraging other departments of Philosophy to collaborate with us in the development of this work.

Franklin Leopoldo e Silva