Um enlace entre ciência e literatura: o Somnium de Johannes Kepler

  • Gustavo Santos Giacomini Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Ficção científica, Ciência e literatura, Johannes Kepler, Somnium

Resumo

No início da idade moderna, novas concepções astronômicas e físicas fomentaram ideias relativas a outros mundos e vida extraterrestre, de modo que forneceram um  território inédito para a imaginação científica e literária, a saber, o novo mundo na Lua. Em vista disso, empregamos a obra Somnium, de Johannes Kepler, como vestígio e indício, com a finalidade de examinar a ligação existente entre ciência e literatura no princípio da modernidade. Procuramos destacar como as ideias relativas à pluralidade e habitabilidade dos mundos e à possibilidade de viagens lunares e cósmicas são exploradas nesse contato íntimo entre ciência e literatura. Nosso objetivo é identificar as persistências e metamorfoses dos resquícios na obra de Kepler e, com isso, delinear as linhas primevas de um novo gênero literário, isto é, a ficção científica. Ao propor um exercício de hermenêutica histórica sobre o Somnium, pretendemos levar em conta, pelo menos em parte, as transmissões e recepções do tema enquanto trajetória de uma ideia no tempo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-07-11
Como Citar
Giacomini, G. (2020). Um enlace entre ciência e literatura: o Somnium de Johannes Kepler. Khronos, (9), 68-80. https://doi.org/10.11606/khronos.v0i9.171495
Seção
Dossiê "Ficção científica e a história da ciência e da técnica”