Por uma ficção científica ou uma ciência ficcional

jogos e disputas entre ficção, ciência e filosofia

  • Alana Soares Albuquerque Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
Palavras-chave: Ficção, Ciência, Modernidade, Futuro, Cronopolítica

Resumo

Exploramos, neste artigo, a singularidade da prática científica em sua relação com a ficção, afirmando a existência de um aspecto ficcional que não só dá possibilidade à invenção das ciências, como está presente em qualquer gesto de produção de saber. Entendemos que a ficção científica, por sua vez, funciona investindo em tal aspecto especulativo que move a produção de teorias, porém voltando o método da especulação à própria ciência, já que se dedica a imaginar os possíveis desdobramentos do desenvolvimento tecnocientífico. Uma vez que tais especulações sobre o futuro têm predominado no imaginário ocidental, afirmamos que nesse gesto de criação de mundos possíveis está presente o que podemos chamar de uma cronopolítica, ou seja, um tipo de política que incide sobre o tempo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-07-11
Como Citar
Albuquerque, A. (2020). Por uma ficção científica ou uma ciência ficcional. Khronos, (9), 146-162. https://doi.org/10.11606/khronos.v0i9.171850
Seção
Dossiê "Ficção científica e a história da ciência e da técnica”