“Homens do barro” e estratégias empresariais: uma análise da relação capital-trabalho no polo oleiro-cerâmico de Iranduba-AM

  • Cleiton Ferreira Maciel Universidade Federal de São Carlos
  • Maria Izabel de Medeiros Valle Universidade Federal do Amazonas
  • Jeanne Mariel Brito de Moura Maciel Universidade Federal de São Carlos
Palavras-chave: olaria, sindicato, estratégias empresariais, controle do trabalho, Iranduba.

Resumo

O presente artigo é fruto de uma pesquisa de mestrado em sociologia na Universidade do Amazonas, do ano de 2010 a 2012, e analisa a relação entre empresa, trabalhadores e sindicatos no polo oleiro-cerâmico de Iranduba-AM, setor que fabrica 75% dos tijolos e das telhas consumidos no Amazonas. A ideia central deste trabalho é mostrar quais são as principais estratégias empresariais empreendidas pelo dono da olaria investigada, bem como traçar um perfil dos trabalhadores oleiros. Além disso, busca-se revelar o papel do sindicato oleiro na luta por melhorias nas condições de trabalho e aumento de salários. Entre os resultados da pesquisa, destacam-se: as precárias condições de trabalhos às quais os trabalhadores da olaria estão submetidos; os baixos salários; e a busca pelo controle da mão de obra.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cleiton Ferreira Maciel, Universidade Federal de São Carlos
Graduado em Ciências Sociais (2010) e mestre em Sociologia (2012) pela Universidade Federal do Amazonas. Atualmente, doutorando pelo Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal de São Carlos e membro do Laboratório de Estudos do Trabalho, Profissões e Mobilidades.
Maria Izabel de Medeiros Valle, Universidade Federal do Amazonas
Doutora em Sociologia e Antropologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2000). Professora do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal do Amazonas. Líder do grupo de pesquisa Trabalho e Sociedade na Amazônia.
Jeanne Mariel Brito de Moura Maciel, Universidade Federal de São Carlos
Graduada em Ciências Sociais pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (2009) e mestre em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Campina Grande (2012). Atualmente, doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal de São Carlos e membro do grupo de pesquisa Terra, Trabalho, Memória e Migrações.
Publicado
2013-06-05
Como Citar
Maciel, C., Valle, M., & Maciel, J. (2013). “Homens do barro” e estratégias empresariais: uma análise da relação capital-trabalho no polo oleiro-cerâmico de Iranduba-AM. Plural, 20(1), 9-30. https://doi.org/10.11606/issn.2176-8099.pcso.2013.69561
Seção
Artigos