Primeiros Estudos http://www.journals.usp.br/primeirosestudos <p>A&nbsp;<em>Primeiros Estudos - Revista de Graduação em Ciências Sociais</em> é uma publicação eletrônica de caráter científico, com periodicidade semestral, organizada por estudantes de graduação em Ciências Sociais da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH/USP). Seu objetivo é estimular e aproximar os graduandos de todo o país do cotidiano de produção e publicação de artigos, resenhas e traduções com temas vinculados às três grandes áreas que compõem o curso de Ciências Sociais, a saber: Antropologia, Ciência Política e Sociologia.</p> Universidade de São Paulo - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas pt-BR Primeiros Estudos 2237-2423 <p><span>Autorizo a <em>Primeiros Estudos - Revista de Graduação em Ciências Sociais</em> a publicar o trabalho (Artigo, Resenha ou Tradução) de minha autoria/responsabilidade, assim como me responsabilizo pelo uso das imagens, caso seja aceito para a publicação on-line.</span></p><p><span>Eu concordo a presente declaração como expressão absoluta da verdade e me responsabilizo integralmente, em meu nome e de eventuais co-autores, pelo material apresentado.</span></p><p><span>Atesto o ineditismo do texto enviado.</span></p> Editorial http://www.journals.usp.br/primeirosestudos/article/view/169132 Primeiros Estudos Revista de Graduação em Ciências Sociais ##submission.copyrightStatement## 2019-03-20 2019-03-20 9 5 6 10.11606/issn.2237-2423.v9i9p5-6 Sobre a interpretação sociológica causalmente adequada: entre máximas e disposições http://www.journals.usp.br/primeirosestudos/article/view/84341 <p>O presente artigo analisar o primeiro capítulo da obra “Homens livres na ordem escravocrata” (1997) de Maria Sylvia de Carvalho Franco, intitulado “O Código do Sertão”. A análise teve como subsídio a sociologia de Max Weber, para evidenciar as conexões de sentidos causalmente adequadas nas condutas dos agentes investigados pela socióloga uspiana. Os resultados da analise apontou para a existência de disposições de comportamentos que alicerçam as ações e relações sociais cujos conteúdos são as agressões físicas, e de máximas que as justificam.</p> <p>&nbsp;</p> Denizar Amorim Azevedo ##submission.copyrightStatement## 2019-03-20 2019-03-20 9 7 22 10.11606/issn.2237-2423.v9i9p7-22 Expansão do senso comum: A violência sexual contra crianças e adolescentes interrogando o sujeito ético contemporâneo http://www.journals.usp.br/primeirosestudos/article/view/61789 <p>O presente trabalho resulta de uma pesquisa de iniciação científica realizada por mim em 2012 a respeito de percepções de abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes. Parto do pressuposto de que a forma como socialmente nos relacionamos com a violência sexual contra crianças e adolescentes pode ser compreendida como uma expressão do senso comum, nos termos de Clifford Geertz em seu ensaio <em>O senso comum como um sistema cultural</em>. Fazendo uma genealogia de tal senso comum, chegamos à conclusão de que nossa relação com a violência sexual cria formas de sujeição bastante problemáticas e excludentes. Dados os limites na normalização desse sujeito, minha proposta é, a partir de indicações feitas por Michel Foucault, sugerir novas possibilidades de criação de um sujeito ético a partir de uma experiência de violência nesse contexto de saturação do senso comum.&nbsp;</p> Filipe Gonçalves de Souza Nogueira da Silva ##submission.copyrightStatement## 2019-03-20 2019-03-20 9 23 42 10.11606/issn.2237-2423.v9i9p20 Formas de compreensão e gestão da pobreza urbana no Rio de Janeiro http://www.journals.usp.br/primeirosestudos/article/view/169434 <p>Este trabalho tem o objetivo de discutir a natureza político-social dos problemas relacionados à segurança pública no Rio de Janeiro. Com o apoio de vasta literatura, é possível afirmar que, desde a redemocratização, as políticas adotadas pelo poder público com a intenção de frear a “criminalidade violenta” na cidade e no estado se caracterizaram pelo recurso à coerção e à violência física e simbólica contra as favelas. O flagrante insucesso desse modelo de intervenção estatal provocou debates em torno da possibilidade de reforma ou mudança de perspectiva na atuação do Estado. No Rio de Janeiro, isso se expressou de forma mais madura na implantação das Unidades de Policia Pacificadora (UPP) em algumas favelas da cidade, o que configurou provisoriamente um novo contexto de tratamento ao problema da favela como território da violência.</p> Ramón Chaves Gomes ##submission.copyrightStatement## 2019-03-20 2019-03-20 9 43 62 10.11606/issn.2237-2423.v9i9p43-62 A Volta do Sagrado http://www.journals.usp.br/primeirosestudos/article/view/169838 <p>A VOLTA DO SAGRADO: OS CAMINHOS DA SOCIOLOGIA DA RELIGIÃO NO BRASIL.<br> Rubem A. Alves</p> Rubem A. Alves ##submission.copyrightStatement## 2019-03-20 2019-03-20 9 63 94 10.11606/issn.2237-2423.v9i9p63-94 O biopoder à prova de suas formas sensíveis http://www.journals.usp.br/primeirosestudos/article/view/111338 Michel Agier ##submission.copyrightStatement## 2019-03-20 2019-03-20 9 95 106 10.11606/issn.2237-2423.v9i9p95-106 Circunstâncias de uma crise à brasileira http://www.journals.usp.br/primeirosestudos/article/view/169131 Primeiros Estudos Revista de Graduação em Ciências Sociais ##submission.copyrightStatement## 2019-03-20 2019-03-20 9 107 132 10.11606/issn.2237-2423.v9i9p107-132