Temas religiosos no cinema bélico soviético sobre a Segunda Guerra (1945-91)

  • Moisés Wagner Franciscon
Palavras-chave: História social do cinema, filme de guerra, religião, União Soviética

Resumo

O objetivo de promover uma análise da imagem do cristianismo e suas alterações ao longo de décadas no cenário soviético pode ser concretizado por meio de seu cinema. Os filmes soviéticos sobre a Grande Guerra Patriótica produzidos entre 1945 e 1991 indicam mudanças nos anseios sociais e posições sancionadas pelo regime à medida em que a presença e a atuação da religião e de religiosos durante o conflito são reelaboradas diante das circunstâncias contemporâneas. O cinema bélico é talvez o principal gênero cinematográfico para a difusão de mensagens ideológicas – por exemplo, pela defesa do belicismo ou do pacifismo. Apesar do interesse do Estado na divulgação de sua versão da história militar, sempre é possível que o filme forneça interpretações ambíguas ou contrárias. Nos filmes de guerra sobre a Segunda Guerra Mundial afloram temas adversos à retórica oficial (como a religião) e um tratamento ainda menos consensual, como uma visão positiva da espiritualidade ou da instituição religiosa. Mais do que uma dissidência isolada de um diretor contra o Kremlin, trata-se de um fenômeno com raízes na sociedade, atingindo mesmo o partido. Emprega-se a história social do cinema, de Marc Ferro, com sua análise partindo do contexto para o filme, em busca das mensagens latentes de sua própria época.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Moisés Wagner Franciscon
Graduação, especialização e mestrado pela Universidade Estadual de Maringá. Doutorado pela UFPR.
Publicado
2020-06-16
Como Citar
Franciscon, M. (2020). Temas religiosos no cinema bélico soviético sobre a Segunda Guerra (1945-91). Revista Angelus Novus, 16(16), 1-41. Recuperado de http://www.journals.usp.br/ran/article/view/164473