A formação de atletas de basquetebol: quantificação do tempo de prática e do número de jogos

Autores

  • Cleiton Pereira REIS Universidade Federal de Minas Gerais; Fisioterapia e Terapia Ocupacional; Escola de Educação Física
  • Varley Teoldo da COSTA Universidade Federal de Minas Gerais; Fisioterapia e Terapia Ocupacional; Escola de Educação Física
  • Franco NOCE Universidade Federal de Minas Gerais; Fisioterapia e Terapia Ocupacional; Escola de Educação Física
  • Márcia Cristina Custódia FERREIRA Universidade Federal de Minas Gerais; Fisioterapia e Terapia Ocupacional; Escola de Educação Física
  • Luiz Carlos Couto de Albuquerque MORAES Universidade Federal de Minas Gerais; Fisioterapia e Terapia Ocupacional; Escola de Educação Física

DOI:

https://doi.org/10.1590/1807-55092015000400663

Resumo

O objetivo deste estudo foi analisar o processo de formação de atletas da categoria de base do basquetebol considerando o tempo de prática de treinamento e o número de jogos de atletas profissionais e atletas da categoria sub-19 anos de Minas Gerais. Para isso foi aplicado o Questionário sobre Tempo de Prática para Atletas de Basquetebol aos atletas e entrevistas semiestruturadas aos treinadores. Para a análise dos dados quantitativos foram aplicados os testes Shapiro-Wilk e Mann-Whitney, para um nível de significância de 5%. Para as entrevistas, uma análise do conteúdo foi utilizada para o tratamento dos dados. Em relação à experiência competitiva, foram encontradas diferenças significativas (p = 0,003) que apontam um maior número de jogos disputados pelos atletas profissionais durante a sua formação na categoria de base na comparação com os atletas da categoria sub-19 anos de Minas Gerais. Conclui-se que, apesar do tempo de prática de treinamento ter sido semelhante durante o processo de formação nas categorias de base, os atletas profissionais disputaram um maior número de jogos que os atletas da categoria sub-19 anos de Minas Gerais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-12-01

Como Citar

REIS, C. P., COSTA, V. T. da, NOCE, F., FERREIRA, M. C. C., & MORAES, L. C. C. de A. (2015). A formação de atletas de basquetebol: quantificação do tempo de prática e do número de jogos . Revista Brasileira De Educação Física E Esporte, 29(4), 663-673. https://doi.org/10.1590/1807-55092015000400663

Edição

Seção

Pedagógica e Comportamental