Comparação da ativação mioelétrica do glúteo máximo e bíceps femoral entre os agachamentos paralelo e com passada à frente

  • Gustavo Leporace Universidade do Estado do Rio de Janeiro
  • Glauber Ribeiro Pereira Universidade do Estado do Rio de Janeiro
  • Luis Carlos Nascimento da Costa Universidade Estácio de Sá
  • Luiz Cláudio Teixeira Universidade Estácio de Sá
  • Luiz Alberto Batista Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Palavras-chave: Eletromiografia, Treinamento de resistência, Quadril

Resumo

O objetivo desse estudo foi comparar a atividade mioelétrica (EMG) do glúteo máximo e bíceps femoral entre o agachamento com passada à frente e com pés paralelos. Sete indivíduos realizaram oito repetições do agachamento paralelo (AP) e com passada à frente (AF) deslocando sobrecarga relativa a 50% da massa corporal. O EMG do glúteo máximo e bíceps femoral foi capturado, filtrado por um filtro passa-banda Butterworth de 4ª ordem (20-400 Hz) e obtido valores RMS. Utilizou-se o teste de Wilcoxon para comparar o EMG normalizado entre os dois exercícios. Tanto o bíceps femoral (p = 0,041) quanto o glúteo máximo (p = 0,0059) apresentaram maior ativação no AF (30,9% para glúteo; 42,6% para bíceps) em comparação ao AP (21,2% para glúteo; 24,7% para bíceps). Apesar da ativação moderada durante a execução dos exercícios, girando em torno de 25% a 45%, a resposta foi maior, para os participantes do estudo, no AF.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2012-09-01
Como Citar
Leporace, G., Pereira, G., Costa, L., Teixeira, L., & Batista, L. (2012). Comparação da ativação mioelétrica do glúteo máximo e bíceps femoral entre os agachamentos paralelo e com passada à frente. Revista Brasileira De Educação Física E Esporte, 26(3), 383-389. https://doi.org/10.1590/S1807-55092012000300004
Seção
Biodinâmica