Os cuidados imediatos prestados ao recém-nascido e a promoção do vínculo mãe-bebê

  • Daniela Carvalho dos Santos Cruz Hospital dos Servidores do Rio de Janeiro
  • Natália de Simoni Sumam Hospital dos Italianos
  • Thelma Spíndola UNIRIO; Hospital Universitário Gaffrée e Guinle
Palavras-chave: Parto, Recém-nascido, Enfermagem neonatal, Assistência perinatal

Resumo

Trata-se de um estudo descritivo em abordagem qualitativa, com objetivo de compreender como o momento do parto foi percebido pelas mães e de que maneira as ações dos profissionais contribuíram para facilitar sua aproximação ao recém-nascido. Foram entrevistadas 25 multíparas, de uma maternidade pública no Rio de Janeiro, que tiveram recém-nascidos de baixo risco e parto normal. A análise de conteúdo dos relatos revelou que os cuidados imediatos prestados ao bebê, distante do olhar materno, geram nas mães preocupação, sensação de afastamento e medo da separação do bebê. Algumas mulheres, todavia, valorizaram a assistência intervencionista por acreditar que estes cuidados são indispensáveis para garantir a integridade física de seus filhos. Podemos concluir que, embora valorizem a aproximação a seus bebês no pós-parto imediato, as mães investigadas não conseguem perceber a interferência desse contato inicial no estabelecimento do vínculo precoce em decorrência de inúmeros fatores, dentre eles, os socioculturais.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2007-12-01
Como Citar
Cruz, D., Sumam, N., & Spíndola, T. (2007). Os cuidados imediatos prestados ao recém-nascido e a promoção do vínculo mãe-bebê. Revista Da Escola De Enfermagem Da USP, 41(4), 690-697. https://doi.org/10.1590/S0080-62342007000400021
Seção
Artigo Original