Coletivismo agrário e tendências individualistas na França pré-revolucionária

  • Laurent de Saes Universidade de São Paulo; Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Palavras-chave: propriedade rural, direitos coletivos, bens comunais

Resumo

Na França do século XVIII, a terra ainda era fortemente marcada pela presença de direitos e servidões coletivas que limitavam a autonomia dos proprietários rurais, e pela existência de bens comunais, propriedades coletivas dos habitantes das comunas rurais. Essas instituições foram alvo, durante as últimas décadas do século, de uma forte tendência individualista que, em larga medida, prenunciou a legislação revolucionária.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2009-12-31
Seção
Artigos