Cantos e recantos urbanos na literatura de João Antônio

  • Elena Pajaro Peres
Palavras-chave: Cidade, literatura, história da cultura

Resumo

Com os personagens sem paradeiro do escritor João Antônio pode-se compreender a história da transformação urbana de São Paulo a partir dos anos 1950. São migrantes, mestiços, malandros, trabalhadores informais, operários, meninos que surgem e desaparecem pelos cantos de sua literatura e da cidade, traçando uma rota de afetividade e compartilhamento de experiências que pode ser seguida pelo historiador que busca o estudo da cultura em sua vertente não canônica

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2011-06-30