Estrangeiros locais: mobilidade rompida pela segregação sociorracial urbana

Autores

  • Ana Clara Gomes Costa Universidade Federal de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-1507.v22i2p84-101

Palavras-chave:

Processos comunicativos, Mobilidade urbana, segregação urbana, Racismo

Resumo

A cidade depende da movimentação que os meios de transportes a oferece para garantir a circularidade dos fluxos da vida urbana. O deslocamento de pessoas é necessário para que haja um movimento de integração na cidade. Os meios de transportes, entretanto, também podem segregar, quando funcionam como dispositivo de controle social. Se a mobilidade urbana é interrompida, tem-se fronteiras aos estrangeiros locais, impossibilitados de vivenciar a cidade. Vigiados e punidos, os estrangeiros locais têm o consenso do Estado, da polícia, do discurso midiático e da classe dominante para protagonizarem uma segregação sociorracial urbana. Por serem negros e pobres, os estrangeiros locais são proibidos de desfrutarem das praias da Zona Sul do Rio de Janeiro, de sua própria cidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Clara Gomes Costa, Universidade Federal de Goiás

Discente do 7º período do curso de Comunicação Social, habilitação em Jornalismo da Faculdade de Comunicação e Biblioteconomia da Universidade Federal de Goiás (Facomb/UFG). Trabalha com comunicação comunitária e compartilhada.

Referências

AUGÉ, M. Por uma antropologia da mobilidade. Maceió: EDUFAL: UNESP, 2010.

ÁVILA, E. Arrastões e assaltos assustam moradores e turistas no RJ. Portal G1. Rio de Janeiro, 21 set. 2015. Disponível em: http://g1.globo.com/hora1/noticia/2015/09/arrastoes-e-assaltos-assustam-moradores-e-turistas-no-rj.html. Acesso em: 20 out. 2015

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico, 1988.

BRASIL. Estatuto da criança e do adolescente: Lei federal nº 8069, de 13 de julho de 1990. Rio de Janeiro: Imprensa Oficial, 2002.

CAIAFA, J. Aventura das cidades: ensaios e etnografias. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2007.

DELEUZE, G.; GUATTARI, T. Mil Platôs: capitalismo e esquizofrenia, vol. 5. São Paulo: Editora 34, 1997.

FOUCAULT, M. As verdades e as formas jurídicas. 3.ed. Rio de Janeiro: Nau Editora, 2002.

FRANCISCO, D. Arrastão mediático e racismo no Rio de Janeiro. In: Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, 16, 2003, Belo Horizonte-MG. Anais do Intercom. Belo Horizonte: 2003, p.1-15. Disponível em: < http://www.portcom.intercom.org.br/pdfs/154683808182665503562608596922515010637.pdf>. Acesso em: 31 out. 2015.

GONÇALVES, C. W. P. A globalização da natureza e a natureza da globalização. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006.

HERINGER, C; BARROS, R. PM aborda ônibus e recolhe adolescentes a caminho das praias da Zona Sul do Rio. Extra. Rio de Janeiro, 07 set. 2015. Disponível em: < http://extra.globo.com/noticias/rio/pm-aborda-onibus-recolhe-adolescentes-caminho-das-praias-da-zona-sul-do-rio-17279753.html#ixzz3qdh7q0sD>. Acesso em: 20 out. 2015.

Justiça proíbe PM de apreender menores a caminho da praia sem flagrante. Extra. Rio de Janeiro, 10 set. 2015. Disponível em: <http://extra.globo.com/casos-de-policia/justica-proibe-pm-de-apreender-menores-caminho-da-praia-sem-flagrante-7456393.html#ixzz3qvVrK7PR>. Acesso em: 20 out. 2015.

KRISTEVA, J. Estrangeiros para nós mesmos. Trad. Maria Carlota C. Gomes. Rio de Janeiro: Rocco, 1994.

LEMOS, A. Cultura da Mobilidade. Revista Famecos, n. 40, dez. 2009. Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistafamecos/article/viewFile/6314/4589>. Acesso em: 10 out. 2015.

Lutadores de academia realizam ‘blitz’ para atacar suspeitos de assalto. Pragmatismo Político. Rio de Janeiro, 22 set. 2015. Disponível em: http://www.pragmatismopolitico.com.br/2015/09/lutadores-de-academia-realizam-blitz-para-atacar-suspeitos-de-assalto.html>. Acesso em: 20 out. 2015.

MATELA, I. P. Reestruturação urbana neoliberal e as empresas de ônibus na cidade do Rio de Janeiro. Cadernos Metrópole. São Paulo, v.16, n.31, p.151-169, jun. 2014. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/cm/v16n31/2236-9996-cm-16-31-0151.pdf>. Acesso em: 16 out. 2015

MEZZADRA, S. Multidão e migrações: a autonomia dos migrantes. Revista EcoPós. Rio de Janeiro, v.15, n.3, p.70-107, 2012. Disponível em: < https://revistas.ufrj.br/index.php/eco_pos/article/download/900/840>. Acesso em: 16 out. 2015

ONU. Declaração Universal dos Direitos Humanos. Disponível em: http://www.onu-brasil.org.br/documentos_direitoshumanos.php>. Acesso: em 20 out. 2015.

RAFFESTIN, C. Por uma geografia do poder. Tradução: Maria Cecília França. São Paulo: Editora Ática, 1993.

RIO DE JANEIRO. Instrumentos do Plano Diretor: Lei de uso e ocupação do solo. Rio de Janeiro, 2013. Disponível em: http://www.rio.rj.gov.br/documents/91237/ddbd40f5-fa89-40ff-b7e3-c2a9339f578d>. Acesso em: 5 nov. 2015.

SANTOS, M. A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. 2. ed. São Paulo: Hucitec, 1997.

SCHUTZ – O estrangeiro, um ensaio em psicologia social. Revista espaço acadêmico. Maringá, v.10, n. 113, p.117-129, out. 2010. Disponível em: < http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/EspacoAcademico/article/view/11345>. Acesso em: 20 out. 2015.

SILVA, M. N. A Favela como expressão de conflitos no espaço urbano do Rio de Janeiro: o exemplo da Zona Sul carioca. 2010. 154 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Departamento de Geografia do Centro de Ciências Sociais, PUC-Rio, Rio de Janeiro, 2010.

Transporte passa a ser direito social na Constituição. Senado Notícias. Brasília, 09 set. 2015. Disponível em: http://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2015/09/09/transporte-passa-a-ser-direito-social-na-constituicao>. Acesso em: 01 nov. 2015.

Downloads

Publicado

2020-07-15

Como Citar

Costa, A. C. G. (2020). Estrangeiros locais: mobilidade rompida pela segregação sociorracial urbana. Revista Alterjor, 22(2), 84-101. https://doi.org/10.11606/issn.2176-1507.v22i2p84-101